Com maior número de casos ativos da Capital, Centro tem 18 estabelecimentos fechados por descumprir horários

O Centro de Florianópolis, com 52 mil moradores, tem 35 casos ativos de Covid-19, o maior número entre todos os bairros da cidade.
Até agora foram confirmados 208 casos, sendo 171 recuperados e dois óbitos.
Os dados são do Covidômetro, instrumento on line atualizado diariamente pela Prefeitura da Capital.
Nele, o bairro Monte Serrat (atrás do IFSC, na Mauro Ramos) aparece separadamente, porém, oficialmente, faz parte do Centro.
Por isso, o Floripa Centro soma os dados para dar o panorama da região central de Florianópolis.

Com relação aos casos ativos, o bairro Monte Cristo está em segundo lugar, com 25, seguido pelo Abraão, 14; Tapera, 12; Trindade, 12; Itacorubi, 11, e Ingleses, 10.

Agência de Correios e comércios são autuados
Dezoito estabelecimentos do Centro foram obrigados a fechar as portas entre ontem e hoje, quinta-feira, 18.
Eles estavam descumprindo os horários de funcionamento determinados pela Prefeitura por causa do retorno do transporte coletivo na cidade, nesta quarta-feira, 17.

A fiscalização foi feita em conjunto pela Guarda Municipal e a Superintendência de Serviços Públicos (Susp).
Ontem, foram autuados por descumprimento do horário, estabelecimentos como barbearia, que deve manter o experiente das 8h às 17h; comércios varejistas, com determinação de horário das 10h às 19h; ambulantes de alimentação, com horário autorizado das 10h às 19h, e a agência de Correios da Rua Álvaro de Carvalho, por manter as atividades após as 15h, horário estipulado para encerramento do trabalho.

Além disso, cerca de 15 estabelecimentos que não tinham conhecimento da medida receberam orientações por parte da Guarda Municipal e fecharam imediatamente.
Na manhã desta quinta-feira, 18 de junho, foram mais cinco locais flagrados descumprindo o decreto.

Nessa primeira autuação, a Guarda Municipal e Susp determinam o fechamento imediato do local, e, caso haja um segundo descumprimento de horário, é realizada aplicação de multa, que começa em um salário mínimo (R$ 1.045,00) e pode chegar em até 10 vezes desse valor.

Telefones para denúncia
A população que verificar algum estabelecimento descumprindo o decreto e desejar realizar uma denúncia, pode entrar em contato com a Guarda Municipal, pelo número 153, ou então com a Susp, no telefone (48) 3224-0103.

(Com informações e imagens da PMF – 18/6/2020)

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *