Aurino, seis décadas vendendo carne – Mercado Público da Capital perde uma das suas figuras mais tradicionais

Por Billy Culleton

Foi enterrado na tarde desta segunda-feira, 9, no Cemitério de São José, o comerciante Aurino Manoel dos Santos, de 73 anos.
Proprietário do Açougue Aurino, atuava no Mercado Público de Florianópolis desde 1959.
A sua personalidade era marcada pela boa conversa com todos os que dispunham de alguns minutos para ouvir as suas histórias e suas recomendações sobre as carnes que vendia.

Há cinco anos ele tratava de um câncer e, na sexta-feira, foi internado no Cepom, onde faleceu, neste domingo.

Confira aqui outra reportagens do Floripa Centro

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *