Corpo humano e cabeça de animal – Que criaturas são essas que existem na escadaria da Ubro?

Sete esculturas de 70 centímetros de altura chamam a atenção dos pedestres que passam pela escadaria da Rua Pedro Soares, onde se encontra o Teatro da Ubro (União Beneficente Recreativa Operária).

As criaturas produzidas pelo artista Edmilson Vasconcelos, e distribuídas pelos degraus, combinam cabeças de animais com corpos humanos e estão vestidas com roupas modernas: tênis, jaquetas ou terno e gravata.

Ubros Leão, Elefante e Girafa

Cada uma delas foi chamada de Ubro, em homenagem ao lendário teatro, inaugurado em 1931: Ubro Carneiro, Ubro Leão, Ubro Elefante, Ubro Cachorro, Ubro Tubarão-Martelo, Ubro Girafa e Ubro Harpia (espécie de gavião).

Ubros Harpia, Carneiro e Tubarão-Martelo

A intervenção artística “Os ubros nas escadarias da Ubro” contou com o apoio da Prefeitura de Florianópolis, por meio da Fundação Franklin Cascaes, e foi instalada há dois anos como uma forma de humanizar o espaço.

Cada escultura tem uma placa identificatória

Leia também: Nove décadas do Teatro da Ubro

Mitologia
Os antigos egípcios costumavam construir esculturas com corpo humano e cabeça de animal.
A mais clássica é Anúbis, deus dos mortos e moribundos, que guiava e conduzia a alma dos mortos no submundo.

Anúbis com cabeça de chacal (Acervo Wikipedia)

Ele era representado com cabeça de chacal e associado com a mumificação e a vida após a morte, além de ser o protetor das pirâmides.

(Texto e fotos Billy Culleton)

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *