Em Florianópolis, 96% das mortes por Covid foi de pessoas que não estavam totalmente imunizadas

Compartilhe:

Apoio cultural: Box 32 e Audioprev

Desde 1° de março de 2021, houve 482 óbitos por Coronavírus, na Capital.

Destes, 465 não estavam completamente imunizadas: ou seja, em 96,5%, os sintomas começaram depois de 28 dias após a segunda dose da vacina.
Outras 17 pessoas morreram mesmo com a imunização total, representando 3,5% do total.

O levantamento foi feito pela Prefeitura de Florianópolis, por meio da Vigilância Epidemiológica, e divulgado nesta quarta-feira, 11.

Dados dos últimos 30 dias
Desde 10 de julho, a Capital registrou 17 óbitos, sendo oito pessoas que não tinham comorbidades.

Dados do governo de SC mostram o perfil dos óbitos

Desde o início da pandemia houve 1.017 mortes em Florianópolis.

Nos últimos 30 dias, foram 1,8 mil novos casos confirmados.

Recorde com Vacinaço
Florianópolis bateu o recorde de vacinação contra Covid-19 em um único dia, entre terça-feira, 10, e quarta-feira, 11.

Ao todo foram 19.512 doses aplicadas na Capital em pessoas de 28 anos ou mais.

A vacinação durou 25 horas, já que o Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira vacinou todos que estavam na fila até às 9h, estendendo ainda mais o horário de vacinação.

Os dados apontam o esforço das equipes de Saúde e de todos os profissionais de Saúde envolvidos na vacinação na Capital.

Além do grande número de doses aplicadas, o quantitativo aponta que a administração municipal consegue aplicar as doses recebidas muito rapidamente e que, com doses suficientes, vacinaria toda a população em tempo recorde.

Até o momento, mais de 85% dos adultos de Florianópolis já receberam ao menos uma dose da vacina.

(Com informações e imagens da PMF)

Compartilhe:
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *