Fecha, no Centro da Capital, o primeiro estacionamento robotizado do país

Compartilhe:

Inaugurado em novembro de 2015, na frente da Catedral Metropolitana, o mais moderno edifício-garagem do Brasil não resistiu ao baixo movimento.

O prédio de oito andares, na Rua Arcipreste Paiva, no Centro de Florianópolis, foi construído especialmente para abrigar o estacionamento, com capacidade para 256 vagas.
O sistema era operado por 19 robôs, com quatro elevadores que recebiam, acomodavam e entregavam os veículos automaticamente.

O terreno pertence ao governo do Estado que, agora, disponibilizou policias militares aposentados para cuidar do local.

Com entrada pelo calçadão da Trajano, a edificação incluía uma galeria comercial, que também foi fechada.

Consultada sobre os motivos do fechamento, a Estapar se limitou a informar, por meio da assessoria de Comunicação, que “o serviço do edifício-garagem robotizado, localizado no Centro de Florianópolis, foi descontinuado e o contrato com a empresa I-Park foi encerrado”.

Como funcionava
Na entrada do estacionamento, o motorista encostava o carro numa das três cabines disponíveis, desligava o motor, fechava e levava as chaves.

Ao sair do automóvel, o motorista dirigia-se a uma máquina que emitia seu bilhete de estacionamento.

No retorno, o usuário pagava a tarifa, inseria o bilhete na máquina e tinha seu carro entregue em quatro minutos.

(A imagem de abertura é do Google Street, as fotos atuais são de Billy Culleton e os registros do funcionamento do estacionamento são divulgação da Estapar)

Compartilhe:
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *