Na Avenida Hercílio Luz – Praça que homenageia prefeito morto no cargo é interditada para reforma

O entorno da Praça Olívio Amorim começou a receber tapumes nesta quarta-feira, 9, que a deixarão completamente fechada ao público até dezembro.
O espaço de 2,7 mil metros quadrados será completamente revitalizado, com um investimento de R$ 457 mil da Prefeitura de Florianópolis.
Entre as inovações, a implantação de um parque infantil (inexistente hoje) e de um espaço pet, exclusivo para cachorros, além de um bicicletário.
A obra inclui a substituição da academia, recuperação do piso petit pavê e novas mesas para jogos.
Os três estabelecimentos existentes na praça poderão continuar com as atividades normalmente: o tradicional Cachorro Quente do Afonso, na esquina, a banca de revistas, ao lado, e a floricultura, no meio da quadra.
Embora o tapume avance 20 centímetros sobre a rua, os taxistas que trabalham no ponto de táxi, na outra esquina, permanecerão no local.

Quem foi Olívio Amorim: o prefeito que morreu no cargo em 1937
– Nasceu em 10 de julho de 1888, em Biguaçu.
– Em 1910, foi eleito vereador da cidade.
– Em 1935, elegeu-se deputado estadual pelo Partido Liberal Catarinense (PLC): tomou posse e renunciou ao mandato legislativo após ser nomeado prefeito de Florianópolis pelo governador-interventor Nereu Ramos.
– Ocupou o cargo por dois anos, até 1937.
– Entre as realizações de seu governo, inaugurou o monumento em homenagem a Hercílio Luz, situada na cabeceira insular da ponte de mesmo nome, em 1936.
– Morreu de ‘doença’ em 22 de julho de 1937, aos 49 anos, enquanto ocupava o cargo de prefeito da Capital, como publicou o Jornal O Estado, do dia seguinte ao falecimento.

Confira vídeo do local:

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *