Visão desde o Centro – Confira o gigante que adormeceu desfrutando da paisagem da Ilha

Por Billy Culleton

Tá vendo aquela figura colossal deitada lá no fundo?
Pois é do Centro de Florianópolis que se pode ter uma perfeita dimensão do Gigante Adormecido.
O contorno dessa figura humana é formado pelos picos dos morros do Maciço do Cambirela, no município da Palhoça.

Assim, com um simples olhar é possível identificar a cabeça, o nariz empinado, o pescoço, o tronco, as pernas e os pés do gigante.
E mais: com uma mirada mais atenta (e um pouquinho de imaginação) podemos ver o palito de dente na boca dele.
A cena remete ao costume de alguns antigos que tiravam uma soneca depois do almoço. No Gigante Adormecido, o instrumento de higiene bucal está representado por uma árvore.

Numa das lendas contadas pelo artista e pesquisador Gelci José Coelho, o Peninha, há referência ao gigante.
É na história sobre o Baile das Bruxas em Itaguaçu, que conta a origem das pedras na praia do continente, na Capital.
As bruxas organizaram uma festa na praia, com todos os personagens folclóricos convidados, exceto o diabo, por causa do fedor e atitudes antissociais.
Mas ele aparece na festa, enfurecido, e como castigo transforma as bruxas em pedra.

O gigante, que acompanhava a festa de longe, ficou muito triste com o acontecimento e chorou tanto que as lágrimas viraram mar e ele se deitou para nunca mais levantar.

Porém, para muitos florianopolitanos românticos, o gigante adormeceu admirando as belezas naturais da Ilha de Santa Catarina.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *