Vídeo: a história do mais importante estaleiro de SC – Último vestígio do Arataca está em ruínas na Beira Mar

Por Billy Culleton

Durante 57 anos, entre 1907 e 1964, Florianópolis contou com um estaleiro que foi referência no Sul do Brasil: o Arataca.
Localizado embaixo da Ponte Hercílio Luz, foi inagurado 19 anos antes da ‘Velha Senhora’, por iniciativa do então mega-empreendedor Carl Hoepcke.

A empresa era especializada em conserto, manutenção e reforma de embarcações, além de fabricar veleiros para regatas oceânicas.

Imagem: acervo Velho Bruxo

O estaleiro tinha várias edificações, que somavam 15 mil metros quadrados (1,5 campo de futebol), e empregava uma média de 120 trabalhadores.

Imagem captada no site Sail Brasil

Em 1964, após a extinção do porto de Florianópolis, que ficava ao lado, o Arataca foi desativado.
Logo depois, o aterro para a construção da Beira Mar Norte soterrou grande parte do imóvel, restando apenas o casarão que funcionava como escritório principal da empresa.

Confira o vídeo da história:

Imbróglio judicial já leva 12 anos
Até 2008, a centenária edificação, que é tombada, foi utilizada comercialmente abrigando um restaurante, salão de festas e, finalmente, um salão de beleza, chamado Fios & Formas.Naquele ano, o governo do Estado tomou a iniciativa de desapropriar a área, pela qual pagaria R$ 3 milhões de indenização à família Hoepcke.

Mas o valor não foi depositado, o que gerou uma ação judicial contra o poder público em 2011.

Imagem do Google Street de 2008

Segundo a Procuradoria Geral do Estado, com a caducidade do decreto de desapropriação de 2008, o Deinfra editou outro, mais específico, declarando parte do imóvel como de utilidade pública para efeitos de desapropriação.
A família Hoepcke, no entanto, contestou na Justiça a iniciativa do Estado e teve êxito parcial na sua demanda durante recente julgamento da ação no Tribunal de Justiça de Santa Catarina, em 2 de agosto.
E o processo continua.

Procurado, o Instituto Carl Hoepcke preferiu não se manifestar sobre a ação judicial.
Em 2014 parte do imóvel foi demolido pela prefeitura porque estaria com a estrutura danificada.Assim, enquanto o imbróglio jurídico não se resolve, o imóvel não pode receber manutenção, ou ser reformado, nem pela família Hoepcke, nem pelo Estado.

Enquanto isso, a cidade convive, na mais importante valorizada região do Centro, com a deprimente cena de um imóvel histórico  abandonado, pichado e que acaba sendo usado por consumidores de drogas e pessoas em situação de rua.
E, exatamente, embaixo da recém-inaugurada Ponte Hercílio Luz, o cartão postal de Santa Catarina.

Reportagem relacionada: 
Descoberto caminho histórico, com o calçamento original, embaixo da Ponte Hercílio Luz

Confira outras imagens antigas:

Praia do Arataca, antes da construção do estaleiro



Confira outras imagens atuais:

(As imagens atuais são de Billy Culleton. A foto de abertura é do acervo do Instituto Hoepcke. As imagens antigas que não têm créditos são de autoria desconhecida: se algum leitor souber a origem, favor, mandar o nome para o e-mail portalfloripacentro@gmail.com)

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *