Apenas em 2019, 505 pessoas que ‘tentavam a vida’ na Capital receberam passagens para retornar as suas cidades

Diariamente, pelo menos duas pessoas em situação de vulnerabilidade social ‘ganham’ passagens da Prefeitura de Florianópolis para retornar as suas cidades de origem.
A maioria vem ‘tentar a vida’ na Capital, sozinhas ou com as famílias, e acabam morando nas ruas.
Somente nos primeiros 240 dias deste ano, o município já concedeu 505 passagens para esse fim.

(Fotos: divulgação PMF)

Durante todo o ano de 2018, foram 510, e em 2017, 230. Fazendo uma projeção com os números de 2019 (que podem chegar a 750 passagens) pode-se concluir que haverá um aumento de 50% em um ano, e de cerca de 200%, se comparado com 2017.

A iniciativa da administração municipal, por meio da abordagem social, busca diminuir a população em situação de rua.
Segundo os dados da prefeitura, em três anos houve uma redução de cerca de 50%: de 937 em 2016 para os atuais 459.

As ações de abordagem, sensibilização e oferta de serviços, como hospedagem e alimentação, são realizadas conjuntamente entre município, Ministério Público Estadual e entidades representativas da sociedade civil.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *