Após protesto, artesãos despejados do entorno da Casa da Alfândega têm autorização para se instalar perto do Ticen

A Prefeitura autorizou os artesãos que ocupavam a lateral da Casa da Alfândega, na Rua Conselheiro Mafra, a vender seus produtos no vão central da Avenida Paulo Fontes.
A licença é provisória, enquanto o prédio da Alfândega estiver em reformas.

A ‘feira hippie’ continuava instalada na Conselheiro Mafra mesmo após o início das obras. Porém, agora a construtora pediu a saída do local para facilitar o acesso dos trabalhadores e evitar possíveis acidentes.

Registro da feira na semana passada, ainda ao lado da Casa da Alfândega

Nesta semana, espaço já sem os artesãos

Após a Prefeitura informar que deveriam sair do entorno do prédio histórico, os artesãos fizeram um protesto, na segunda-feira, 7, reivindicando um novo espaço para negociar seus artigos.
Representantes do poder público municipal estiveram no local e foi combinado que os artesãos poderiam usar o espaço na Paulo Fontes, ao lado do Mercado Público.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *