Após denúncia de abandono, Casan pinta Castelinho e promove licitação para revitalizar espaço histórico

A Casan vai recuperar o Castelinho, pequena edificação de 1910 perto da Praça XV, que já foi estação de esgoto, mictório público e museu.

A revitalização também inclui outros elementos do entorno, que contam a história de Florianópolis: a antiga bica d’água, o poste de iluminação pública do início do século 20 e a balaustrada que servia para defrontar o cais e o mar.

Reportagem do Floripa Centro, há duas semanas, mostrou que o espaço se encontrava em total abandono (confira aqui).
Na semana passada, a Casan, responsável pela área, providenciou a pintura externa do Castelinho e trocou os tapumes que cobrem as portas.

Mas não ficou por aí. A assessoria de imprensa da Casan informou que começou a ser produzido um projeto de restauração e revitalização do Castelinho e seu entorno.
A licitação para a escolha da empresa que fará o trabalho deverá ser lançada ainda em 2019.

A falta de manutenção é comprovada diariamente pelos milhares de pessoas que passam pelo local. O Castelinho, de 10 metros quadrados e fechado ao público desde a década de 1990, conta com tapumes em razão da deterioração das portas, as janelas, sem vidros, estão quebradas e há rachaduras nas paredes, além de infiltrações na cobertura.

A antiga bica d’água, ao lado, está sem a tampa superior e se transformou em lixeira.

A balaustrada encontra-se danificada e serve para os vendedores ambulantes amarrarem seus pertences com correntes e cadeados.

Já o poste de iluminação pública do início do século 20, e que funcionava a querosene, também carece do vidro superior, que cobriria a luminária.

Confira fotos antigas do Castelinho:

Confira aqui outra reportagens do Floripa Centro

 

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *