Construído em 1857 – Antigo leprosário do Centro abrigará o primeiro museu hospitalar de SC

Compartilhe:

Quase sete décadas após a inauguração do Hospital de Caridade (1789), o elevado número de casos de lepra em Florianópolis obrigou as autoridades a construir o “Asilo para Lázaros”, em 1857.
O casarão foi edificado ao lado do hospital, numa época em que a hanseníase tornara-se frequente e a nova concepção higienista de saúde obrigava a uma remodelação dos espaços públicos.

Como deve ficar o Museu em dois anos (Divulgação Fundação Senhor dos Passos)

Posteriormente, o local foi usado para realizar procedimentos cirúrgicos e também como enfermaria, lavanderia, dormitório das enfermeiras e creche para atender às famílias que trabalhavam no hospital.

Resgate da história sanitária de SC
No espaço, agora, será instalado o Museu Fármaco Hospitalar de Santa Catarina que busca resgatar a memória histórica da Medicina e das práticas sanitárias no Estado.

Funcionárias do hospital no Casarão, no século passado (Divulgação Fundação Senhor dos Passos)

Entre os mais de 1,8 mil objetos que serão expostos há maquinários do século passado, como misturador para pomadas, utensílios cirúrgicos, diversos potes em cerâmica e vidro onde eram guardadas as ervas e compostos químicos para a fabricação de remédios.

Parte do acervo que será exposto (Divulgação Fundação Senhor dos Passos)

O acervo do museu também contará com uma banheira de mármore feita especialmente para a imperatriz Teresa Cristina, quando visitou Desterro em 1845, e que era utilizada por pacientes do chamado ‘casarão’.

A banheiro em bloco único de mármore de Carrara de Tereza Cristina (Divulgação Fund. Senhor dos Passos)

O local contará com um auditório, espaço expositivo e para encontros e palestras, que poderá ser utilizado pelos profissionais da saúde e comunidade em geral.

Captação de verba pelo Imposto de Renda
O Imperial Hospital de Caridade foi a primeira Santa Casa de Misericórdia da Capitania de Santa Catarina e o primeiro hospital civil da Vila do Desterro.

O projeto encontra-se em fase de captação de recursos e está previsto para ser aberto ao público em até dois anos.
Saiba como doar AQUI

Estágio atual da obra (Divulgação Fundação Senhor dos Passos)

(A imagem de abertura é acervo da Casa da Memória de Florianópolis)

Compartilhe:
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *