Curtas da semana em fotos – Palmeiras morrendo, fuzis aparecendo…

Ao lado do Ticen, as palmeiras-imperiais estão morrendo. Plantadas na década de 1970 como parte do projeto paisagístico de Burle Marx, no aterro da Baía Sul, muitas delas têm apenas o tronco.

Operativo da Receita Federal no camelódromo da Capital, na sexta-feira, 14, contou com dezenas de fiscais, alguns dos quais utilizavam armas longas, como fuzis. Um moderno helicóptero da Receita Federal acompanhou toda a operação, sobrevoando o Centro durante cerca de três horas. A ostentação das armas e os vôos rasantes do helicóptero pareciam exagerados e desproporcionais num local onde passam milhares de pessoas…

O telefone fixo do caçador de morcegos, o descascador de verduras e o mundo digital. Presente e passado coexistindo harmonicamente na rua Conselheiro Mafra.

Preparativos para receber os casais apaixonados no vão central do Mercado Público no Dia dos Namorados. A data foi criada por João Agripino Dória, pai do governador de São Paulo, em 1949. No resto do mundo é comemorado em fevereiro, porém, por causa do Carnaval poucos compravam presentes. O jeito foi transferi-lo para a véspera do Dia de Santo Antônio, o santo casamenteiro.

Na noite do Dia dos Namorados um homem falava alto com a ex-mulher em telefone público, ao lado do Terminal Urbano Cidade de Florianópolis. Aparentando estar em condição de rua e cansado de tanto reclamar pelo fracasso da relação, decidiu continuar a longa discussão sentado no chão…

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *