Figueirense foi fundado em 1916, para homenagear bairro do Centro, cinco anos antes da criação oficial do clube

Compartilhe:

Por Billy Culleton
O centenário de um dos mais importantes clubes de Santa Catarina se comemora neste sábado, 12 de junho.
Mas o que poucos sabem é que no dia 11 de dezembro de 1916, um grupo de jovens fundou o Figueirense Foot-Ball Club.

O nome fazia referência ao popular bairro da Figueira, na região central da Capital, como noticiou o Jornal O Dia, em 12 de dezembro daquele ano.
Fundou-se hontem nesta capital mais um Club de Foot-Ball. Os jovens fundadores do novel Club, querendo homenagear o aprasível bairro do Figueira, deram então o nome que serve de epigraphe a esta noticia”, diz a pequena nota, na página 3, do órgão do Partido Republicano Catharinense, intitulada “Figueirense Foot-Ball Club”.

O texto ainda informa que a eleição da primeira diretoria seria naquele mesmo dia.
E conclui: “Ao Figueirense Foot-Ball Club desejamos muitas prosperidades”.
Confira AQUI a página inteira do Jornal O Dia, de 12 de dezembro de 1916.

Nada se sabe sobre o que aconteceu depois disso: não há informações sobre jogos, diretoria etc…

Somente cinco anos depois, em 1921, um grupo de moradores do Bairro Figueira se organizou para ‘refundar’ o clube, numa história conhecida pelos aficionados do futebol.
O Jornal O Estado só publicou a informação 30 dias depois, em 11 de julho de 1921:

Livro faz referência a 1916
A informação sobre a primeira fundação do Figueirense aparece no livro “A história do futebol catarinense”, de Mauro do Canto Machado, falecido em maio de 2021.
“Segundo Machado, existe vestígio da tentativa de criação de um clube de futebol chamado Figueirense, de mesma origem do atual Figueirense Futebol Clube, em publicação de jornal datada de 10 de dezembro de 1916”, escreveu, em 2019  Jailson Gentil da Silva, no TCC “Figueirense Futebol Clube (1999-2010)”, do curso de História da UFSC.

Bairro da Figueira, ao lado do Cais Rita Maria, no início do século passado (Acervo Casa da Memória)

Porém, nem no próprio livro de Machado, e tampouco no acervo do Memorial do Figueirense, encontram-se referências sobre o periódico que publicou a notícia.
(A reportagem do Floripa Centro fez uma minuciosa pesquisa em jornais antigos e achou a informação, até agora desconhecida).

Após aquela notícia do Jornal O Dia, em 1916, “não ocorreram mais quaisquer registros sobre jogos (do Figueirense) ou demais pormenores de sua existência, o que o levou a concluir que sua formação não passou de uma tentativa frustrada”, conclui Jailson da Silva.

Encontramos o local exato da fundação
A história do clube conta que a fundação oficial, em 12 de junho de 1921, aconteceu na Rua Padre Roma, Nº 27.
Porém, nunca se soube onde ficava exatamente esse endereço, já que os números das ruas mudaram e as antigas residências foram demolidas.

Em 2020, o Floripa Centro pesquisou e conseguiu descobrir o local exato da casa de Ulisses Carlos Tolentino, onde aconteceu a reunião para criar o Figueirense.

Como localizamos o antigo endereço?
O Nº 27 da Padre Roma aparece na pesquisa “Cidadania e expectativas no bairro da Figueira: o surgimento do Figueirense Foot-Ball Club”, do professor de História da Udesc Paulino de Jesus Francisco Cardoso.

A rua começa na frente da Rodoviária Rita Maria.
Após o posto de combustível, tem um estacionamento e, na sequência, a tradicional Serralheria Cardoso, que funciona há mais de meio século.
Os funcionários deste comércio, que hoje tem o número 86, informaram ao Floripa Centro que antigamente ali era o número 17.

Atualmente, tem uma moderna loja de celulares (Billy Culleton)

Quando mostramos a foto da residência de Ulisses Tolentino, onde foi a fundação do Figueirense e que consta no site do clube, os trabalhadores da loja foram unânimes em afirmar:
“Era ali na frente, onde agora tem aquela loja de celulares. Era a casa de uma senhora e que foi derrubada faz uns 25 anos. Ela tinha um filho, meio deficiente, que ficava sempre olhando o movimento nessa janela que aparece na foto”.

Atualmente, a loja de celulares é o Nº 119 da Padre Roma.

Imagem histórica do acervo da Udesc mostra a Padre Roma na década de 1920

Confira o vídeo do local da fundação:

E a figueira?
A árvore original, que deu nome ao bairro, estava localizada num morro existente atrás do atual Posto Rita Maria, que já foi uma pedreira, e onde agora existem dois grandes edifícios residenciais.
A figueira ficava 150 metros acima do local da fundação do clube, na Rua Padre Roma, 27.

Imagem do acervo da Casa da Memória e uma foto atual do Floripa Centro

 

Compartilhe:
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *