Fretamento de ônibus: a opção dos empregadores do Centro para transportar os funcionários

Empresas de vários segmentos estão buscando alternativas para transportar seus funcionários e manter as suas atividades no Centro da Capital.
No Terminal Urbano Cidade de Florianópolis é grande o movimento de ônibus fretados, principalmente, no início da manhã e no final de tarde.
As placas indicam o destino: Costeira de Pirajubaé, Sul da Ilha, Leste da Ilha e Norte da Ilha.

Os usuários trabalham em empresas com muitos funcionários, como as de telemarketing e supermercados, que atuam no Centro da Capital.
Para se adequar às normas de distanciamento vigentes pela pandemia, os ônibus só podem circular com 50% da capacidade.
Assim, os veículos que normalmente carregam 43 passageiros, podem andar só com 22.

Cada ônibus carrega funcionários de uma única empresa, cujos nomes constam numa lista que é conferida pelo motorista.
Não há pagamento na hora: o acerto financeiro é realizado previamente entre a empresa contratante e a empresa de ônibus.

Para funcionar nesse sistema de fretamento emergencial, as empresas de ônibus devem ter autorização especial da Secretaria Estadual de Transportes.
Atualmente, apenas três empresas estão autorizadas em Florianópolis.

Uber para empresas menores
Já empresas menores, como os estabelecimentos comérciais da região central, têm utilizado os carros de aplicativo para levar e trazer seus funcionários.
O movimento pode ser observado nas ruas laterais do Mercado Público, onde as pessoas se congregam à espera dos veículos de transporte.

Prefeitura mantém proibição
O prefeito Gean Loureiro se mantém firme na decisão de proibir a circulação de transporte público na Capital.
Apesar de o retorno do serviço estar sendo discutido na Assembleia Legislativa e no governo do Estado, o prefeito afirma que “liberar os ônibus seria arriscar muito e eu não quero falar em arriscar vidas em Florianópolis”.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *