Galpão abandonado ao lado do Terminal Rita Maria é usado por moradores de rua – Fogo poderia afetar Ponte Pedro Ivo

Por Billy Culleton

Um espaço em completo estado de abandono, embaixo da Ponte Pedro Ivo Campos, tem servido como local para consumo de drogas e de hospedagem para pessoas em situação de rua.
Alguns fazem fogueiras no local, o que poderia danificar a estrutura da ponte, caso atingisse grandes proporções.

A poucos metros do Terminal de Ônibus Rita Maria, o galpão de alvenaria encontra-se cheio de lixo e fica aberto para quem quiser entrar, já que o portão foi retirado há vários meses.

Durante mais de uma década, entre 1997 e 2007, ali funcionou um centro de triagem utilizado por catadores de materiais recicláveis.
A atividade foi deslocada para o Centro de Transferência de Resíduos Sólidos da Comcap, no Itacorubi, onde atualmente funciona o projeto, gerenciado por associações de catadores.

Uma das justificativas para a transferência do centro de triagem era o perigo de incêndio provocado pelos materiais recicláveis, que afetaria a ponte.
Embora em menor dimensão, essa ameaça ainda permanece, já que há indícios de fogueiras feitas com o lixo existente no local.

Confira o vídeo dentro do local:

O outro lado:
Consultada, a Secretaria Estadual da Infraestrutura divulgou a seguinte nota:

“Considerando que o galpão localizado embaixo da cabeceira da Ponte Pedro Ivo Campos não é mais utilizado para a finalidade que foi projetado e a impossibilidade de manter uma fiscalização permanente no local – a fim de evitar os constantes arrombamentos da porta, por exemplo – a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) estuda a possibilidade de remoção da estrutura, que também facilitará na manutenção da ponte”.

Área embaixo da Ponte Colombo Salles, que conta com instalações elétricas de alta tensão, tem portão de ferro, com cadeado. Ao fundo, o galpão abandonado

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *