Magistrados da Grande Florianópolis substituem motoristas particulares por carros de aplicativo

Compartilhe:

Desembargadores, juízes e demais servidores do Poder Judiciário deixarão de usar veículos e motoristas próprios.
Para viabilizar a iniciativa, foi contratada uma empresa de transporte por aplicativo que fará os deslocamentos para o desenvolvimento das atividades do corpo funcional.

O serviço foi implementado em 12 de novembro e já está disponível no Tribunal de Justiça (TJ) e nas comarcas da Grande Florianópolis.
Gradualmente, alcançará as demais comarcas do Estado.

Contrato com a 99Táxi
Após licitação pública, a empresa escolhida foi a 99.
Embora o aplicativo também disponibilize veículos comuns para o transporte de passageiros, o serviço contratado pelo Tribunal é o de táxi (99Táxi).
Economia de 80%
“Estima-se alcançar uma economia de até 80%, comparativamente ao modelo atual, para os deslocamentos dos setores administrativos do TJ. Nas comarcas, a estimativa é de uma redução de até 47% do quantitativo de veículos à disposição”, apontou a diretora de Infraestrutura do Tribunal, Fernanda de Jesus.

Vantagens
O modelo contratado oferece inúmeras vantagens, segundo o Judiciário.
Passa pelo maior controle dos deslocamentos, a praticidade e agilidade nos atendimentos, além da possibilidade de atender simultaneamente um grande número de solicitações.
Atualmente, o transporte é feito com veículos próprios, com todos os ônus inerentes a este modelo.
A intenção é reduzir também os custos com motoristas, combustível, seguros, manutenções, conservação e depreciação, entre outros.

(Com informações da Assessoria de Comunicação do TJ/SC. Com imagens do Canaltech)

Compartilhe:
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *