Na Beira Mar Norte – Inaugurada a primeira escultura em homenagem a um cachorro na Capital

Um banco de concreto na frente do trapiche vai se transformar no novo point da fotografia popular na Beira Mar Norte.
A inspiração para registrar o momento é o cão Harry, eternizado numa escultura chumbada no cimento e que foi concluída esta semana.

Harry era um cachorro de rua que foi adotado por uma professora, numa comunidade carente do Norte da Ilha.
Quando ela se mudou para o Centro, levava o cão para seu passeio favorito, no trapiche da avenida mais movimentada da Capital.
Era conhecido como o cachorro da bolinha, porque costumava andar com uma na boca, sendo que, às vezes, variava e segurava um balão pela ponta, sem estourá-lo.
Após a morte, em 2019, iniciou-se uma campanha para perpetuar a sua figura, em homenagem a todos os ‘cachorros vira-latas’.

Após a autorização da prefeitura municipal, que contou com o apoio da vereadora Maria da Graça Dutra, em junho começaram as obras, realizadas por meio de uma doação privada ao município e feita pelo artista Mário Lúcio Evangelista dos Santos.
Segundo o Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf), a doação busca incentivar o respeito aos pets, que merecem cuidados e acolhida.
Por ter sido uma doação, a iniciativa foi analisada tecnicamente pela Rede de Espaços Públicos, mas a PMF não desembolsou nenhum valor.
Veja o vídeo:

Confira a matéria de apresentação da escultura, publicada em junho:
Na Beira Mar Norte – Centro ganha primeira escultura em homenagem a um cachorro

(As fotos atuais são de Billy Culleton. A imagem de arquivo do cão Harry é arquivo pessoal de Cristiane Neder)

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *