Um ano após inauguração da unidade de despoluição, águas da Beira Mar Norte continuam impróprias para banho

Há exatamente um ano, em março de 2019, foi oficialmente inaugurada a Unidade de Recuperação Ambiental que busca despoluir as águas da Beira Mar Norte.
A promessa era que o resultado iria aparecer em pouco tempo. Mas, mesmo com relatórios que mostram que o mar estava próprio para banho em alguns períodos, na maior parte destes últimos 12 meses a área continua imprópria.
O atual relatório do Instituto do Meio Ambiente aponta que não há condições de balneabilidade.

Em janeiro, a praia foi considerada própria para banho (Foto: Billy Culleton)

A Prefeitura da Capital e a Casan continuam à procura dos motivos para o investimento de R$ 18 milhões ainda não ter dado o retorno esperado.
Para isso, ambos apertaram as fiscalizações contra o lançamento irregular de esgoto na área central da cidade.

Nesta quarta-feira, 11, por exemplo, foram multados dois prédios residenciais e um comércio, em ruas próximas à Beira-Mar Norte, por jogarem o esgoto na rede de drenagem pluvial, o que configura crime ambiental.

Divulgação PMF

Os três imóveis – localizados na Avenida Tromposwky e nas ruas Bocaiúva e Vítor Konder – já haviam sido inspecionados, mas descumpriram os prazos do programa para corrigir as irregularidades.
Como resultado, receberam multas de R$ 5 mil, emitidas pelo fiscal da Floram presente na ação.

Nesta operação foram 17 imóveis fiscalizados: além dos três multados, sete fizeram as adequações e agendaram retorno com o programa a fim de comprovar a regularidade. Outro sete estavam em obras de regularização no momento da visita.

Como funciona a unidade de tratamento
A Unidade de Recuperação Ambiental executa o mesmo processo físico-químico de uma estação de tratamento de esgoto, com a diferença de ser ligada em 15 pontos da rede pluvial distribuídos em 3,5 quilômetros entre o Grupo de Busca e Salvamento do Bombeiros e a Ponta do Coral.
A estrutura trata 500 mil litros por hora no período diurno e 250 mil litros durante a madrugada.

Divulgação Secom/SC

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *