Por vender com preços abusivos, posto de combustível do Centro é interditado pelo Procon

O posto de combustível, da bandeira Ipiranga, localizado na Avenida Mauro Ramos, frente ao Shopping Beiramar, foi interditado parcialmente pelo Procon da Prefeitura de Florianópolis.
A ação ocorreu no início da tarde desta segunda-feira, 13.

Segundo a equipe de fiscalização, o estabelecimento estava vendendo combustível por valores abusivos há vários dias.
A gasolina comum, por exemplo, custava R$ 4,49. Atualmente, a maioria dos postos está vendendo este produto entre R$ 3,99 e R$ 4,19.

Fiscais comprovaram lucro de mais de 30% (Divulgação PMF)

Na semana passada, o Procon notificou o posto para baixar o preço.
Entre as possibilidades previstas na lei, caso o estabelecimento não cumprisse a solicitação do Procon, estão multa ou interdição.
Optou-se pela segunda opção para que a decisão tivesse eficácia, na prática.

Foto: arquivo Billy Culleton

De acordo com o Procon, houve uma redução no valor dos combustíveis nas refinarias. Mas muitos postos continuaram cobrando sem essa diminuição, o que gera lucro de até 35%.
Normalmente, estes estabelecimentos trabalham com uma média de lucro de 20% em cima do preço de compra, o que é considerado razoável pelo órgão.

O posto só poderá reabrir com autorização judicial, após se adequar aos preços máximos determinados pelo Procon.

O gerente de Fiscalização do Procon da Prefeitura de Florianópolis, Rodrigo César Cássio, explica que alguns estabelecimentos até reduziram o valor de venda do combustível, mas não de forma proporcional com o valor de compra, o que resultou em um aumento drástico do lucro e onerosidade ao consumidor.

A operação do Procon continuará em toda a cidade para coibir os abusos de preço, o que poderá ocasionar a interdição de mais postos de combustíveis.

(Com informações da assessoria de imprensa da PMF. Imagem de abertura é do Google Street)

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *