Rodrigo de Haro – Os seis painéis de mosaico que podem ser apreciados pelas ruas do Centro de Florianópolis

Compartilhe:

O talentoso e inigualável artista plástico catarinense Rodrigo de Haro, falecido no início do mês, deixou um legado de maravilhosas criações que estão espalhadas pela Capital.

Na região central de Florianópolis, por exemplo, a sua obra em mosaicos, realizada entre 1997 e 2013, está estampada em seis murais de prédios e praças.

Confira cada uma:

ANTIGO ESTÁDIO DO AVAÍ
O painel ‘Memórias da Velha Rua’, produzido em 1997, retrata lembranças vividas pelo artista na casa onde viveu e que hoje está o edifício ‘Maria de Haro’ (nome da mãe), na Rua Altamiro Guimarães, próximo ao Shopping Beiramar.

Caminho que levava ao antigo estádio, hoje ocupado pelo shopping (ao fundo, à direita)

A obra, na entrada do prédio, faz referência a aspectos característicos, que marcaram a rua: o boi de mamão pontual (natalino) e os torcedores avaianos em direção ao antigo Estádio Adolfo Konder.
(A descrição acima consta do livro “Arte Pública, Florianópolis, 1990-2015“, de Lú Pires e Tânia da Luz).

NOSSA SENHORA DA ESPERANÇA
O mosaico na frente do Hemosc, na Avenida Gama D’Eça, conta a história da aparição de Nossa Senhora da Esperança, na pequena cidade de Pontmain, na França, em 1871.

Produzido em 1998, encontra-se na Praça Dom Pedro I.

PADROEIRA DO ESTADO
Em 1999, Rodrigo realizou um dos seus grandes sonhos: prestar tributo à padroeira do Estado, Santa Catarina de Alexandria, da qual era devoto.

O painel foi elaborado na Praça dos Três Poderes, frente à Assembleia Legislativa.

FESTA NO CLUBE DOZE
Em 2010, parte da fachada do tradicional Clube Doze de Agosto foi decorada com a obra ‘A Festa’.
A cerâmica, na Avenida Hercílio Luz, tem o predomínio das cores do clube: branco e vermelho.

A obra de 4 metros de largura por 17 metros de altura remete às festas que marcaram a história do ‘Doze’, fundado em 1872.

RANCHO DE AMOR À ILHA
Em 2013, Rodrigo produziu dois painéis para enfeitar as paredes da nova agência da Caixa Econômica Federal, ao lado da Praça XV.

Um deles, traz a imagem do poeta Zininho regendo a cidade frente a sua mais popular criação, o Rancho de Amor à Ilha, que se tornou o hino de Florianópolis.

MÚSICA E CARNAVAL
O outro mosaico na Agência Zininho, no lado do Largo da Alfândega, faz uma homenagem à musicalidade da cidade, com personagens curtindo o Carnaval.

Destaque para a frase: “Princezinha da Ilha tu es maravilha

MURAL DA REITORIA DA UFSC
Um dos seus mais importantes trabalhos, que se transformou num dos maiores murais da América Latina, enfeita a parte externa da reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina.

Confira o vídeo produzido pela UFSC:

 

Compartilhe:
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *