Após auxílio da prefeitura, casal de idosos em situação de rua aluga uma casa para morar no Centro

Compartilhe:

Apoio cultural: Box 32 e Audioprev

Pedro* e Marta* estão juntos há 29 anos.
O romance começou em um bailão com música alta e agitada e muitos sorrisos.
Logo após o encontro, os dois nunca mais se separaram.

Em meio à pandemia, Pedro, que estava empregado em uma peixaria, perdeu o seu emprego e ficou em situação de rua após um quadro que misturou perda do trabalho e depressão.
Os três, Pedro, Marta e o seu pet, foram acolhidos pela Prefeitura de Florianópolis, passando pelo Centro Pop, hotel conveniado, Passarela da Cidadania e Casa Rosa, alguns dos abrigos para pessoas em situação de rua da Capital.

Nova renda
Esta semana, o casal se prepara para uma grande transformação: ambos conseguiram um benefício para concessão de renda, após histórico de problemas de saúde e idade avançada.
Com o dinheiro arrecadado, irão pagar aluguel de uma casa no Centro da cidade para poder começar uma nova história.

“Ontem comprei algumas panelas, sabe? Foram cinco no total. Já pagamos o nosso aluguel e vamos recomeçar”, conta Pedro.

Lugar para chamar de ‘nosso’
Marta, de 61 anos, tem problemas cardíacos e está sendo acompanhada pela equipe de Assistência Social e de Saúde do município.
“Fui muito bem acolhida na Casa Rosa, para mim aqui a comida é ótima, mas queremos sair e morar em um lugar nosso”, reitera a dona de casa.

Os dois foram abrigados em conjunto, graças ao olhar técnico da equipe de Assistência Social, que optou por não separar companheiros de tão longa data.

Mascote continua junto
Há duas décadas, o casal acolheu Macaco, o mascote e companheiro da família.
“Ninguém me separa do meu cachorro, ele é como um filho para mim. Eu e minha esposa nos apaixonamos de primeira e eu sempre quis cuidar dela, em todos os lugares que a gente estava”, comenta Pedro, enquanto acaricia seu cachorro ao lado da esposa.

Nos abrigos o cachorrinho do casal também foi acolhido em conjunto, passando por cada local onde seus donos iam.
Em todos os locais para acolhimento de pessoas em situação de rua de Florianópolis, a Prefeitura acolhe e aceita os pets com seus donos.

(*Os nomes são fictícios e as fotos foram pixeladas para manter o anonimato. Com informações e imagens da PMF)

Compartilhe:
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *