Bonecos do Berbigão do Boca voltam às ruas do Centro – Feira de Cascaes acontece na Praça XV, neste domingo

Compartilhe:

Apoio cultural: Box 32 e Audioprev

Após quase dois anos enclausurados no Clube Doze por causa da pandemia, os 40 personagens da cultura popular florianopolitana, que ‘viraram bonecos’, poderão passear mais uma vez pelas ruas centrais de Florianópolis.

Os enormes bonecos do Berbigão do Boca são uma das atrações da Feira de Cascaes, que acontece no domingo 22 de agosto, das 10h às 17h, na Praça XV de Novembro.

O evento gratuito reunirá todas as feiras de artesanato registradas na Prefeitura, 22 atrações culturais, barraquinhas étnicas, food trucks e espaço kids.

A previsão é de que a Feira aconteça a cada dois meses no segundo domingo de cada mês, com três edições até o final do ano.
A edição de agosto está marcada para o dia 22 por conta do Dia do Folclore.

A primeira edição tem como tema “Vem cá, meu boi!” em homenagem ao Dia Municipal do Boi de Mamão, celebrado em 20 de agosto.

“A Feira de Cascaes vai reunir diversos elementos da nossa cultura. Gastronomia, música, artesanato, diferentes atrações culturais, tudo gratuito, ao redor da nossa Praça XV. Em ambiente aberto e com controle de acesso. Tudo foi planejado para garantir a segurança dos visitantes” explica Fábio Botelho, superintendente da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes.

Protocolo e aplicativo
A feira adotará os protocolos sanitários necessários para manter a segurança dos visitantes.

Um dos recursos utilizados para o controle de acesso será o aplicativo Secult Floripa. Os interessados em visitar a feira já podem baixar o aplicativo e aguardar a disponibilização do link para fazer o seu cadastro.

Para quem não conseguir se cadastrar previamente, haverá a possibilidade de fazer o registro no momento de entrada.

Durante a feira, a Fundação Somar estará arrecadando itens de higiene e beleza para mulheres vítimas de violência doméstica.

(Com informações da Fundação Franklin Cascaes. A foto de abertura é de Billy Culleton)

Compartilhe:
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *