Vídeo de animais em extinção – Macaco prego, cachorro-do-mato e macuco são flagrados nas matas da Ilha

Pesquisadores da UFSC instalaram câmeras de monitoramento em áreas estratégicas de mata atlântica da Ilha de Santa Catarina, num projeto denominado Fauna Floripa.

Por meio das chamadas “armadilhas fotográficas”, desde o ano passado foi possível flagrar diversos animais silvestres, como o cachorro-do-mato, gavião-pombo-pequeno, gambás, macacos prego, rãs e pacas.
Em novembro, um macuco foi filmado na Ilha, após 20 anos. A ave chegou a ser cogitada como extinta na região pelos pesquisadores.

As câmeras estão instaladas na região central da cidade, além do Sul e Norte da Ilha.

O projeto contribui para a elaboração de estratégias de conservação a longo prazo, tornando possível a possibilidade da reintrodução da fauna nativa, prejudicada pelo intenso processo de ocupação humana em Florianópolis.

Fauna Floripa conta com pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarino (UFSC), Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis (Floram) e o Instituto do Meio Ambiente (IMA).

(Com informações da PMF)

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *