Celesc fecha loja de atendimento presencial no Centro e deixa ‘órfãos’ milhares de clientes

Centenas de pessoas que diariamente buscavam a agência da Celesc, na Rua Saldanha Marinho, para atendimento presencial, agora terão que se deslocar até o Bairro Itacorubi.
Ali, a 10 quilômetros do Centro e junto ao prédio da administração central da empresa, será o novo endereço da loja.

Muitos clientes foram à agência, no Centro, na manhã desta segunda-feira

A aposentada Nair Schmidt foi uma das pessoas surpreendidas com a mudança. “Que absurdo, ninguém avisou. Mesmo morando nos Ingleses, para mim, o novo local ficou ruim porque uso transporte coletivo”, disse, acrescentando que no Centro, ela aproveita para fazer outras atividades.

“Imagine ir até o Itacorubi só para resolver as coisas da Celesc!”, disse Nair Schmidt (à esquerda)

Matéria relacionada: Procon exige que Celesc tenha atendimento presencial próximo à população


Economia para a Celesc
Com o fechamento da loja no Centro, que fazia cerca 5 mil atendimentos mensais, a Celesc informou que economizará R$ 28 mil por mês.

A empresa justifica a decisão. “No intuito de estreitar e melhorar a relação com seus clientes, a Celesc vem realizando investimentos para além das lojas físicas, oferecendo opções virtuais de atendimento como Agência Web, App Celesc e um sistema de vídeo-monitoramento a ser disponibilizado nas lojas com maior movimento”.

No vídeo-monitoramento, o cliente recebe auxílio de um atendente de outra loja que esteja disponível no momento, via monitor de vídeo instalado na loja aonde se encontra.

A nova loja, na Avenida Itamarati, Nº 160, só abrirá para os clientes a partir da próxima quarta-feira, 27.

Nova loja de atendimento presencial no Itacorubi (Foto: Heda Wenzel/Celesc)

A agência no Centro foi inaugurada em 2013 (ao lado da loja de atendimento da Casan) após as reclamações de usuários que, para receber atendimento, tinham que se dirigir até Capoeiras, na Avenida Ivo Silveira.

Antes disso, e até 2010, a Celesc atendia no Largo Fagundes, perto das Lojas Americanas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *